quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Toesa indica formas de combater tabagismo

Na última segunda-feira (29/08), comemorou-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A data é importante para lembrar às pessoas dos malefícios causados pelo cigarro. O tabagismo – catalogado pela Organização mundial de Saúde como "uma desordem mental e de comportamento em razão da síndrome da dependência à nicotina” – começa, em muitos casos, ainda na adolescência. As pessoas são estimuladas ao hábito de fumar por diversos fatores, como a publicidade implícita em filmes, novelas e séries, ou estímulos culturais e comportamentais do ambiente em que vive.

Inúmeras doenças são provocadas pelo cigarro. O pigarro e a tosse, sintomas comuns em fumantes, são os primeiros sinais de alerta de problemas mais sérios que estão por vir. Os especialistas médicos da Toesa enumeram algumas doenças causadas pelo fumo;

- Câncer no pulmão, esôfago, laringe, faringe, garganta, boca e traqueia
- Enfisema pulmonar
- Problemas respiratórios
- Perturbações nervosas
- Acidente Vascular Cerebral
- Arteriosclerose
- Aneurisma
- Amigdalite

Algumas cidades do Brasil proibiram o fumo em ambientes fechados. A determinação é de extrema importância, pois o fumante passivo está suscetível aos mesmos riscos da pessoa, ao lado, que fuma. Ingerir a fumaça contaminada com nicotina, e outros aditivos, é extremamente nocivo à saúde. Portanto, se você não fuma e a pessoa ao lado acender um cigarro, afaste-se.

Não é fácil parar de fumar, pois a nicotina é um dos itens do cigarro que provocam forte dependência química. Mas barrar o vício e ter uma vida saudável e duradoura é possível, com alguns procedimentos. A equipe médica da Toesa indica algumas formas para você largar o vício:

- Pratique exercícios físicos
- Evite a ingestão de bebida alcoólica
- Estabeleca metas e crie hábitos alimentares e de sono
- Na tentativa inicial de largar o vício, evite danceterias e happy hours, pois são locais onde muitas pessoas fumam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário