quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Toesa alerta para os riscos da obesidade

A obesidade é um dos maiores problemas de saúde no mundo contemporâneo. A doença se manifesta quando a energia ingerida é maior que a gasta pelo organismo, fato que torna propício o aumento do peso. O excesso de gordura corporal causa problemas psicológicos, e é um fator de risco para inúmeras doenças, tais como; hipertensão arterial, câncer, problemas cardíacos, apneia do sono, acidente vascular cerebral, diabete, dentre outras.

Fatores ambientais e psicológicos têm relação com a obesidade. Na concepção de especialistas médicos da Toesa, as principais causas relacionadas ao aumento desmedido de peso são;

- herança familiar;
- sedentarismo;
- ingestão excessiva de alimentos com muitas calorias;
- problemas psicológicos que influenciam hábitos alimentares;
- hipertireoidismo.

Quer saber se você está obeso? O cálculo do IMC (Índice de Massa Corporal) é o indicado na verificação dos diferentes níveis de obesidade. Para calcular o índice divide-se a massa corporal pela altura ao quadrado (IMC = peso / (altura)2). Se o resultado for maior que 25, você está acima do peso.

Há várias formas de perder peso e garantir uma vida saudável, sem enfrentar os riscos do problema. A prática regular de exercícios físicos é indicada na manutenção da boa saúde, mas lembre-se; antes de começar qualquer atividade – corrida, musculação, pilates –, consulte o seu médico, que irá indicar exames para verificar se você está apto para praticá-los. 

Caso você não tenha tempo para atividades, movimente-se mais; suba escadas, deixe o carro na garagem e vá ao mercado ou à padaria andando. Sair do sedentarismo é essencial.

Os médicos da Toesa indicam outros cuidados essenciais:

- reeducação alimentar: evite fast-foods, consuma alimentos nutritivos com baixo teor calórico;
- beba água com frequência: 6 a 8 copos por dia;
- estabeleça horários corretos para a alimentação e a prática de exercícios;
- só utilize suplementos alimentares com a prescrição médica;
- evite bebida alcóolica e cigarro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário